terça-feira, 24 de julho de 2012

Na estrada...


       A adaptação do romance de Jack Kerouac, On The Road, estreou no Brasil nesse mês e conta com Sam Riley, Kristen Stewart, Garrett Hedlund e Kristen Dunst em seu elenco. Como no livro, o longa conta a história de um jovem aspirante a escritor que viaja pelas estradas dos Estados Unidos pedindo carona no fim dos anos 1940. Dividindo opiniões entre os críticos de cinema e entre os fãs do romance de Kerouac, a adaptação dirigida pelo brasileiro Walter Salles tem seus pontos positivos e negativos. Suas duas horas e vinte minutos de duração chegam a ficar cansativas, aspecto que, seria resolvido com o corte de algumas cenas curtas e sem tanta importância. Mas isso não tira o brilho da belíssima fotografia, por exemplo, de Eric Gautier, que também trabalhou com com Salles no filme Diários de Motocicleta. Os cenários são realmente inspiradores e deixam qualquer pessoa com vontade de pegar o carro, a moto, ou até mesmo a bicicleta, e sair por aí sem destino e compromisso.
      Como na maioria dos road movies (filmes de estrada), o impulso para a ideia de uma viagem é mais interior do que exterior. Na maioria das vezes as figuras dramáticas são jovens em busca de liberdade e reflexão, ou pessoas cansadas da rotina e do tédio de suas vidas monótonas, procurando por pequenos momentos de loucura como escapismo. Pode-se classificar os personagens de On The Road como o primeiro exemplo de figura dramática. Jovens que parecem doidos varridos são o estereótipo da ideia de "curtir a vida ao extremo". Para eles, o destino não é a principal finalidade, mas sim o autoconhecimento e a busca por liberdade através de poesia, sexo e drogas. Tudo isso ao som de muito jazz.

Sam Riley e Garrett Hedlund 
Continue na estrada:

Sem Destino (1969)
A união do mito Harley Davidson com a música Born To Be Wild do Steppenwolf só poderia resultar neste clássico. Este road movie conta a história de dois motociclistas que viajam pelo sul dos Estados Unidos, e aborda temas sociais como o uso de drogas e a vida  em uma comunidade hippie. Durante as filmagens, os atores Peter Fonda, Dennis Hopper e Jack Nickolson chegaram até a fumar maconha de verdade para dar vida aos personagens.

Easy Rider: Loucura é pouco

Coração Selvagem (1990)
Dirigido por David Lynch, esse road movie mostra a história de dois jovens apaixonados, Sailor e Lula, que, impedidos de ficarem juntos, decidem fugir de carro e se aventurar pelas estradas. O filme é doido como quase todas as obras de Lynch, mas pra quem gosta de road movies e rock and roll é uma ótima indicação.

Personagens Lula e Sailor de Coração Selvagem

Thelma e Louise (1991)
Ganhador do Oscar de melhor roteiro original de 1992, este filme mostra a jornada de duas amigas que estavam cansadas da vida tediosa que levavam e decidem fazer uma viagem de carro. No caminho, elas se envolvem com a polícia e se metem em altas confusões (estilo narrador da Sessão da Tarde). Aliás, quem já viu Thelma e Louise, me responda: Como interpretaram o final do filme? Feliz ou triste?

"Coloca no Face essa depois, amiga"

Kalifórnia (1993) 
Um jornalista tem a ideia de escrever um livro sobre alguns assassinatos famosos que ocorreram em pequenas cidades dos Estados Unidos. Junto com sua esposa ele tem a ideia de viajar por essas cidades para escrever e fotografar os locais. Os dois dão carona para um casal de namorados que no decorrer do filme se revelam pessoas doentias e perigosas. Com Brad Pitt e Juliette Lewis.

Kalifornia: vale a pena pelo Brad P... quer dizer, pelo roteiro

Assassinos por Natureza (1994)
Após gravar Kalifornia, Juliette Lewis aparece em outro road movie de sucesso dirigido por Oliver Stone com roteiro de Tarantino. Assassinos Por Natureza é um filme de amor... amor a violência. Woody e Mallory se unem pelo desejo de matar e aprontam horrores pelas estradas dos Estados Unidos.
Woody e Mallory de Assassinos Por Natureza

Diários de Motocicleta (2003)
Outra parceria entre Walter Salles e Eric Gautier que resultou em um belo road movie. A obra conta a jornada de Che Guevara, quando ainda jovem e estudante de medicina, e seu amigo Alberto Granado pela América do Sul a bordo da moto apelidada por eles de "La Poderosa". Primoroso e tocante, o filme é essencial.

Che, Alberto e La Poderosa
Na Natureza Selvagem (2007)
Aos 22 anos, um jovem recém-formado deixa para trás uma vida estável para se aventurar pelo país em busca de liberdade e reflexão.  O filme, que é baseado na história de vida de Chris McCandless, é dirigido pelo ator Sean Penn e tem a fotografia assinada por Eric Gautiner. O filme é belíssimo em questão de estética, mas a mensagem que ele passa vale mais do que qualquer imagem.

Emile Hirsch em Na Natureza Selvagem
Fanboys (2009)
Diferente da maioria dos road movies, Fanboys não tem sua história movida por algum personagem dramático-depressivo passando por conflitos internos. Aqui é só diversão. Um grupo de amigos fãs de Star Wars pega a estrada rumo ao rancho de George Lucas (o diretor da saga Star Wars) para tentar assistir o Episódio I - A Ameaça Fantasma antes de todo mundo. Nerd e divertido, o filme garante boas risadas.

Fanboys: comédia e Star Wars

5 comentários:

Cherry Bomb disse...

Dani, eu adoro Thelma e Louise... e tb tem o Brad no filme :P

Rodrigo disse...

Boa lista!
Adoro Easy Rider, mas meu road-movie favorito ainda é Y tu mamá también.

Anônimo disse...

Ai dani que sarro... pior que eu vi o filme e naum gostei mto... mas concordo com o que vc escreveu... os cenarios de estradas saum lindos. bjooos ass. ricardo

Fernando disse...

Esse filme Natureza Selvagem é o melhor. Vou ver esse na estrada e volto aqui comentar.

Daniel disse...

Um ótimo filme de estradas e que influenciou grande parte dos citados, é "The Hitch-Hiker", de 1953. A história de dois amigos que voltando de uma pescaria dão carona para um assassino... Além deste, gosto muito de "A morte pede carona" e do clássico de perseguição "Encurralado", do Spielberg.